Patologia

Por que ser 100% digital?

Casos de câncer estão aumentando

Com uma projeção de aumento de quase 70% de novos casos de câncer nas próximas duas décadas, os patologistas têm que gerir uma carga de trabalho cada vez maior. 1
No entanto, a mão de obra está diminuindo, com a AAMC (Associação Americana de Universidades Médicas) relatando uma queda de 11,3% no número de patologistas ativos entre 2010 e 2015, e 63,2% dos patologistas ativos devem se aposentar na próxima década. 2

Novos casos de câncer aumentarão quase

70%

dentro das próximas duas décadas1

Patologia digital poderia ajudar

digitalize-seu-fluxo-de-trabalho

Digitalize seu fluxo de trabalho

para agilizar o processo de diagnóstico
conecte-sua-equipe

Conecte sua equipe

para maximizar seus recursos
unifique-dados-do-paciente

Unifique dados do paciente

para tomar decisões informadas
digitalize-seu-fluxo-de-trabalho

Ganhe novos insights

para ajudar a traduzir a promessa de 'big data' em conhecimento

A necessidade de patologia digital & patologia computacional

aumento-da-produtividade

18%

fluxo
aumento da produtividade*

A patologia digital aumenta a produtividade

A patologia computacional e digital da Philips visa reduzir a pressão sobre os patologistas, simplificando o fluxo de trabalho, aprimorando processos diagnósticos, facilitando parcerias e possibilitando a colaboração independentemente da localização.
A patologia digital poderia ter implicações imediatas para o atendimento ao paciente também: o fluxo de trabalho digital poderia eliminar problemas com a manipulação de materiais e poderia detectar anomalias à medida que ocorrem. A digitalização também significa que os patologistas não têm mais que se preocupar com o risco de perda ou dano de espécimes.
A aplicação desta tecnologia poderia aumentar a produtividade em até 18%3 porque elimina tarefas administrativas demoradas, reduz custos e melhora o desempenho do laboratório.
tecnologia

Tecnologia

A tecnologia, tanto no campo da digitalização e da TI, agora finalmente atendeu aos padrões necessários para a patologia digital, em termos de maturidade de software e de rede, e capacidade computacional e de armazenamento.
Os laboratórios de patologia clínica fora dos EUA que concluíram a sua transição para a patologia digital incluem: LabPON na Holanda, AZ St-Jan na Bélgica, Hospitais Granada na Espanha, Hall im Tirol e Innsbruck na Áustria, IDEXX (globalmente) e Finn no Reino Unido.
A solução IntelliSite Pathology da Philips está agora autorizada a ser comercializada para a interpretação primária de diagnósticos e a saída de lâminas de patologia digitais preparadas para tecido embebido em parafina e fixado em formalina (FFPE).
patologia-computacional

Patologia computacional

Considerando que a patologia digital permite fluxos de trabalho mais eficientes, a patologia computacional levará o campo um passo adiante, permitindo que os patologistas usem imagens digitais de maneiras mais variadas e eficientes. No futuro, algoritmos de reconhecimento de imagem inteligentes podem ajudar a simplificar os fluxos de trabalho dos patologistas e ajudá-los a se concentrarem em coisas mais importantes.
planejando-o-futuro

Planejando com antecedência

Fazer um bom caso de negócio para a patologia digital é inteiramente sobre o planejamento prévio. Descubra como você quer que seu laboratório digital seja, quais são as mudanças que você precisa fazer, e onde você precisa investir- e quando você tiver as respostas para essas perguntas, você deverá ser capaz de fazer uma transição suave e obter um bom retorno do seu investimento. A longo prazo, os benefícios da patologia digital superam os seus custos; ela simplifica a logística, economiza tempo e permite que os patologistas trabalhem de forma mais eficiente.
logística

Logística

A primeira vantagem principal para a patologia digital é a logística. Você não tem mais que percorrer seus arquivos físicos; você não precisa de um secretário para gerenciar seus sistemas de armazenamento e arquivamento; e você pode economizar dinheiro otimizando suas necessidades de equipe e de espaço.
Publicado no Histopathology: 'Evaluating the benefits of digital pathology implementation: Time savings in laboratory logistics' - Alexi Baidoshvili, Anca Bucur, Jasper van Leeuwen, Jeroen van der Laak, Philip Kluin, Paul J van Diest.
tempo-de-diagnóstico

15%

fluxo
aumento da produtividade
registrado pelo LabPON

Tempo de diagnóstico

A segunda principal vantagem é o tempo de diagnóstico. Os diagnósticos digitais, incluindo a visualização de lâminas digitalmente, são mais rápidos do que os diagnósticos que utilizam o microscópio. Isso significa que você aumenta a capacidade e a eficiência. Além disso, a qualidade dos diagnósticos digitais é realmente melhor do que a do trabalho baseado em lâminas. 5,6
Em um laboratório tradicional, uma lâmina de vidro é levada diversas vezes do arquivo à estação de trabalho do patologista e vice-versa. Com lâminas digitais, essa logística desnecessária é eliminada, o trabalho se torna mais rápido e mais conveniente e a equipe pode ser alocada para outros trabalhos. Por exemplo, o LabPON observou um aumento de 15% na produtividade, sem uma redução substancial de funcionários. Os patologistas podem fazer seus diagnósticos longe do hospital ou até mesmo de casa.5,6
Para permitir que a profissão usufrua do pleno potencial da digitalização, a Philips criou a ferramenta Caso de Negócio da Patologia Digital. Seus algoritmos mapeiam a análise de fluxo de processo específico de um laboratório e fornecem os meios de apresentar o argumento financeiro mais forte possível para a diretoria do hospital. Os dados combinam a própria análise baseada em evidências da Philips com a experiência independente dos laboratórios europeus que já se beneficiam de melhorias no fluxo de trabalho digital.
ferramenta-baseada-em-fluxo-de-trabalho

Ferramenta baseada em fluxo de trabalho

Se um fluxo de trabalho histopatológico totalmente digital é a solução, então os laboratórios precisam entender as implicações mais amplas. Não é simplesmente um meio de simplificar a avaliação de lâminas.
Para permitir que a profissão usufrua do pleno potencial da digitalização, a Philips criou um recurso único, a ferramenta Caso de Negócio da Patologia Digital.
Esta ferramenta financeira, baseada em fluxo de trabalho, é projetada para capacitar os cientistas a orientarem suas discussões sobre o caso de negócio. Seus algoritmos robustos fornecem os meios de apresentar o argumento financeiro mais forte à diretoria do hospital. Os dados incorporam a análise baseada em evidências da própria Philips com a experiência independente dos laboratórios europeus que já se beneficiam de melhorias no fluxo de trabalho digital.
Crucialmente, a ferramenta permite que um laboratório mapeie sua própria e exclusiva análise de fluxo de processo. A ferramenta apresenta um modelo principal que pode ser personalizado com dados relevantes para os desafios específicos ou especializações de um determinado hospital.
iphone

Interessado em descobrir o caso de negócio para migrar para o digital?

tissuemark
A amplitude das projeções de custos detalhadas que a ferramenta fornece inclui a entrada do processo e as despesas de investimento, que vão desde os custos envolvendo scanners e mudanças na infraestrutura de TI, até a provisão dos algoritmos que sustentam a análise de imagem.
Como parte da quantificação de reduções de custos de fluxo de trabalho para um ambiente pós-digitalização, ela examina o custo atual do arquivamento, a infraestrutura existente, por exemplo, microscópios e outras renovações, manutenção, espaço, trabalho repetido devido a quebras, bem como o custo dos algoritmos para análise de imagem.
Uma vez que os dados individuais do laboratório são incorporados, o sistema cria dois casos de negócios para comparação. Estes projetam uma aproximação conservadora ao lado dos benefícios potenciais de uma execução digital completa do fluxo de trabalho, durante um período de cinco a sete anos. Este é um recurso complementar, com a Philips também fornecendo o serviço de seus especialistas se os laboratórios precisarem de assistência na realização desta análise de coleta de informações.

Áreas de interesse

  1. World Cancer Report, OMS (2014)
  2. Physician Specialty Data Report, AAMC (2016)
  3. Alexi Baidoshvili, Webinário 'The benefits and challenges of digitizing your workflow', 1o de março 1 de 2017 5:00 PM-6:00 PM CET
  4. A solução IntelliSite Pathology da Philips obteve liberação para acesso ao mercado como diagnóstico in vitro no diagnóstico primário em cerca de 50 países, como o EEE (Espaço Econômico Europeu), EUA, Canadá, Japão, Coreia do Sul e outros países da Ásia, do Oriente Médio e da América do Sul.
  5. Tempo de diagnóstico mais rápido: substanciado pelo estudo clínico do LabPON feito pelo Alexi, artigos 1,2 e 3 (2018)
  6. Ganhos de produtividade: pesquisa Philips DCP (2018)
*

Dados de contato

* Este campo é obrigatório
*
*
*
*
*
*
*
*
*
Ao especificar o seu motivo de contato, iremos fornecer-lhe um melhor serviço.
We work with partners and distributors who may contact you about this Philips product on our behalf.
*
*

Final CEE consent