Tecnologia Smart Pulse da Philips

Monitoramento de mães e bebês com confiança

 

O monitoramento fetal eletrônico fornece uma indicação valiosa da saúde fetal. No entanto, às vezes, o pulso da mãe é confundido com a frequência cardíaca do feto, um erro conhecido como ambiguidade de sinal da frequência cardíaca materna ou inserção materna. Quando isso acontece, problemas com o feto podem passar despercebidos.

 

A tecnologia Smart Pulse diferencia o pulso da mãe da frequência cardíaca do feto sem a necessidade de um sensor adicional como a SpO2 e ECG.

Mulher enfermeira

Dados de contato

* Este campo é obrigatório

Detalhes do contato

*
*
*

Detalhes da Companhia

*
*
*
*
*
*
*

Detalhes da consulta

Ao especificar o seu motivo de contato, iremos fornecer-lhe um melhor serviço.
*
*
*

Por que há confusão?

Na maioria dos casos, o sistema de monitoramento fetal detecta facilmente a frequência cardíaca fetal. Em alguns casos, onde não há nenhuma frequência cardíaca fetal ou há um vaso materno sobre o coração do feto, o pulso materno pode ser confundido com a frequência cardíaca fetal. Especialmente quando a mãe está sob estresse, o seu pulso pode ficar elevado, o que faz com que fique dentro da faixa de frequência cardíaca normal do feto. Esse pulso elevado pode dificultar ainda mais para o médico perceber a ambiguidade do sinal.

 

Para evitar a ambiguidade do sinal da frequência cardíaca materna, os monitores detectam a coincidência. A detecção da coincidência compara continuamente o pulso materno ou frequência cardíaca à frequência cardíaca fetal, conforme medições obtidas da mãe por meio da SpO2 ou ECG. Quando as duas frequências ficam iguais, o monitor alerta o cuidador. Todos os monitores fetais Avalon da Philips fazem essa detecção da coincidência por meio de um recurso padrão, chamado de verificação de canal cruzado (CCV).

 

Embora a detecção da coincidência tradicional seja eficaz, exige que a SpO2 e/ou ECG sejam medidos com eletrodos e/ou sensores separados. Isso pode ser desconfortável para a mãe, requer trabalho adicional para o médico e nem sempre é o protocolo padrão do hospital. 

papel monitor fetal

Como o Smart Pulse funciona

 

Os médicos devem monitorar atentamente a frequência cardíaca da mãe e do bebê durante o parto. Infelizmente, às vezes, os dois pulsos podem ser confundidos, criando uma situação em que os médicos não percebem que não estão mais monitorando o coração do bebê.

 

O Smart Pulse mede o pulso materno sem cabos, eletrodos e sensores adicionais. Esse recurso patenteado utiliza o transdutor Toco MP, cujo design exclusivo mede tanto as contrações quanto a frequência cardíaca da mãe. O transdutor Toco MP possui dois sensores que medem o pulso materno logo abaixo da superfície da pele, o que evita a ambiguidade de sinal. 

Batimentos coração
Compare a verificação de canal cruzado (CCV) por meio da SpO2 ou ECG ao Smart Pulse da Philips, considerando a medição de pulso, conforto e facilidade de uso
Recurso
CCV via SpO2 or ECG
Smart Pulse

Medição da pulsação

A pulsação materna pode ser diferenciada da frequência cardíaca

Estrelas
Estrelas

Conforto para o paciente

Não são necessários eletrodos ou sensores SpO2

Estrelas

Fácil de usar

A pulsação materna é monitorada continuamente sem esforço clínico extra

Estrelas

Eu realmente adoro a tecnologia Smart Pulse. É uma ferramenta excelente. Permite que identifiquemos a diferença entre o pulso materno e fetal durante o parto.


– Julia Ats, RN, RM, CM, parteira responsável pela ala de partos

Burnside War Memorial Hospital

Adelaide, Australia

Smart Pulse em funcionamento

Smart Pulse em funcionamento

Mulheres com gestações de alto risco, que envolvem diversos nascimentos ou IMC alto, muitas vezes ficam confinadas a uma cama para que o bebê possa ser constantemente monitorado. Isso pode causar dor e até mesmo prolongar o parto. No entanto, a tecnologia de monitoramento sem fios possibilita um parto móvel, mesmo em situações de alto risco.

 

Assista a este breve vídeo para ver como os cuidadores do Burnside Memorial Hospital usam a tecnologia de monitoramento para oferecer mobilidade até mesmo a mulheres com gestação de alto risco.