Healthcare IT

O papel do Sistema Tasy na jornada da transformação digital na Perinatal

*

Dados de contato

* Este campo é obrigatório
*
*
*
*
*
*
*
*
*
Ao especificar o seu motivo de contato, iremos fornecer-lhe um melhor serviço.
We work with partners and distributors who may contact you about this Philips product on our behalf.
*
*

Final CEE consent

Dados de contato

* Este campo é obrigatório
*

Detalhes do contato

*
*
*

Detalhes da Companhia

*
*
*

  “A tecnologia tem ajudado muito o hospital a reduzir custos em muitos processos” Dr. José Maria Lopes, Sócio Diretor da Perinatal  


Perinatal - Rio de Janeiro - Laranjeiras e Barra da Tijuca

Ao longo dos anos, a Perinatal tornou-se referência em Ginecologia e Obstetrícia, Medicina Fetal e Cirurgia Cardíaca Neonatal e Pediátrica. Mas o processo para se tornar um hospital mais conectado apresentou alguns desafios durante o percurso.                                                                                                                              

A falta de processos Lean e a falta de integração em todos os setores do hospital acabavam sendo a razão pela qual os custos aumentavam e a qualidade na prestação do serviço não fosse tão eficaz.                                                          

Desafios


• Tornar os processos mais confiáveis
• Necessidade de um sistema integrado em todo o hospital
• Dificuldade em ter informações em tempo real para tomada de decisão
• Hipersaturação e dificuldade no monitoramento e ajuste de oferta de O2 na UTI Neonatal
• Falta de gestão no processo de higienização dos leitos
• Pouca coordenação entre vagas, leitos e setores

Resultados


• ROI de R$ 11,20 para cada R$ 1,00 investido
• Redução de 63% do tempo de internação
• Redução de 17% do tempo na liberação dos leitos
• Economia de quase R$ 50 mil por mês apenas no processo de internação e liberação dos leitos.
• Economia de R$12.649.860,31 em 5 anos.    

“Sair do papel para o digital é desapegar e, durante muitos anos, os profissionais médicos, por exemplo,  foram treinados para preencher prontuários em papel.

 

É um desafio mudar a cabeça das pessoas, mas após mudarem e conhecerem os benefícios das ferramentas digitais não conseguem mais viver sem”.


Dr. Renato Sá, Diretor da área de Medicina fetal, Obstetrícia e Diagnóstico da Perinatal.

  “Acreditamos que os resultados obtidos só foram possíveis por meio da sinergia entre o software Tasy e a gestão, na aliança entre a metodologia Lean e os recursos oferecidos pelo Tasy. Não conseguiríamos esses resultados se não tivéssemos uma estratégia de gestão de processos trabalhando e medindo sobre dados e indicadores provenientes do Tasy e vice-versa”, comenta Jonathan de Carvalho, Especialista em Processos Lean da Perinatal.

O foco dessas ferramentas  é obter ganhos em agilidade, segurança, comodidade e atendimento. Tais soluções visam sempre otimizar o dia a dia atarefado do corpo clínico e a relação médico-paciente. 

 

Com constante compromisso com a segurança e a qualidade dos seus processos o Grupo Perinatal é reconhecido pela excelência e inovação em serviços. Seu diferencial continua sendo a humanização do atendimento e da assistência, além do compromisso com a segurança de cada cliente. Quanto mais soluções de TI forem vistas como soluções em gestão, maior será o resultado e menor o esforço.

 

“A tecnologia tem ajudado muito o hospital a reduzir custos em muitos processos. Desde a integração das informações, que possibilita o compartilhamento em tempo real entre os departamentos, o prontuário eletrônico e a prescrição eletrônica até processos que envolvem a rastreabilidade de medicamentos e alertas.”

Dr. José Maria Lopes, Sócio Diretor da Perinatal.

Integração do monitor com o Tasy, na UTI neonatal
 

Com a integração do sistema Tasy aos monitores da Philips e a criação de indicadores e disparos de alertas foi possível reduzir em 15% o índice de hipersaturação aos recém nascidos. Os dados captados pelo monitor são registrados diretamente no Tasy, sem a necessidade de intermediários, minimizando o risco de falha humana.

 

As ferramentas de TI no hospital atendem a objetivos claros: proporcionar melhor serviço ao médico assistente; gerar dados confiáveis para auxiliar a tomada de decisões; aprimorar o atendimento; reduzir riscos aos pacientes e minimizar os processos burocráticos. Na Perinatal, as informações integradas ajudam no fluxo do raciocínio médico e monitoramento dos bebês.

Acompanhe as novidades na página do Tasy