A amamentação e o parto

 

Parto normal facilita a amamentação dos bebês no pós-parto e incentivar o aleitamento materno faz parte de uma assistência completa a gestantes e mães.

Logo que nasce, a única forma de alimento que o bebê deve receber é leite, preferencialmente materno e sugado da própria mama da mãe. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que até os 6 meses de idade seja feito o aleitamento materno exclusivo e que a amamentação traz benefícios continuando até os 2 anos de idade da criança. A amamentação melhora a imunidade do bebê, diminui a mortalidade infantil, auxilia no desenvolvimento motor e neurológico, previne doenças e melhora a nutrição. O processo de amamentar parte da decisão da mãe, que é tomada antes mesmo da gravidez.
Mae philips

Mas pode sofrer intercorrências no caminho que dificultem ou até mesmo impeçam o processo. A dificuldade pode vir da mãe (dor, problemas de saúde, uso de medicamentos que “contaminam” o leite, necessidade de afastamento do bebê, como trabalho, por exemplo) ou do bebê (problemas de saúde e problemas na sucção).

 

O propósito das equipes médicas e da indústria é tentar reverter o quadro e auxiliar das melhores maneiras possíveis, dentro e fora dos hospitais.

"Amamentar é um processo que envolve dois organismos para criar uma unidade ativa, o binômio mãe-bebê. Cada um precisa ter sua necessidade analisada e atendida sempre em prol de que existam melhorias para o binômio”

 

-  Perla Vyas, investigadora experta en lactancia materna de Philips.

Health continuum e amamentação

Health continuum philips
  • Vida saudável: cuidados pessoais com educação na amamentação.
  • Prevenção: apoio a amamentação para educar e previnir complicações.
  • Diagnástico: diagnóstico preciso sobre dificuldades durante a amamentação.
  • Tratamento: proporcionar intervenções não-invasivas, naturais e fáceis de seguir.
  • Cuidados em casa: suporte pós-parto para garantir uma continuação

Passos para uma amamentação bem-sucedida - Unicef

Documentacao

Ter uma norma escrita sobre aleitamento materno, que deve ser rotineiramente transmitida a toda a equipe do serviço. Treinar toda a equipe, capacitando-a para implementar essa norma.

Fazer grupos

Informar todas as gestantes atendidas sobre as vantagens e o manejo da amamentação. Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos.

Amamentar filho

Praticar o alojamento conjunto – permitir que mães e bebês permaneçam juntos 24 horas por dia. Ajudar a mãe a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto.

Gente no hospital

Encorajar o estabelecimento de grupos de apoio à amamentação, para onde as mães devem ser encaminhadas por ocasião da alta hospitalar; e encorajar a amamentação sob livre demanda.

Leia o artigo completo

 

Conheça mais sobre a amamentação correta e a importância de um parto adequado, baixando o whitepaper através do seguinte botão:

Infografia parto normal