Centro de Notícias | Brasil

OB solution family
jan 07, 2021

Inovando para o Próximo Normal: Como a saúde digital está ajudando as gestantes durante a pandemia

Por Deeptha Khanna
Líder de Negócios da Personal Health

Tempo estimado de leitura: 5-7 minutos

Quando eu estava grávida dos meus filhos, não havia tanto acesso rápido a informações sobre gravidez e saúde do bebê como temos hoje na internet. Na verdade, meu marido e eu juntamos diversos livros sobre o assunto, mas contamos sobretudo com a minha obstetra para nos guiar nessa experiência, com exames de rotina regulares, assistência especializada e uma dose forte de conselhos que me tranquilizaram ao longo do caminho. Minha relação com ela foi fundamental tanto para a minha saúde quanto para a saúde dos meus bebês.

 

Então, quando penso nas 140 milhões de mulheres que estima-se deram à luz em 2020 durante a pandemia da Covid-19, eu fico muito comovida. Triste em pensar nos milhões de mães que dependem do transporte público e ficaram com medo – ou foram impedidas – de comparecer às consultas. E com o coração partido ao ler estudos e dados de nascimentos que mostram o aumento surpreendente das taxas de natimortalidade – em parte atribuída a essa falta de acesso à rotina de pré-natal.

 

Nós postamos no passado sobre como a Covid transformou o cuidado médico para condições agudas e crônicas. No entanto, eu queria compartilhar o progresso que tivemos em apoiar sobretudo os pais jovens e casais gestantes – e o que a pandemia nos ensinou para o futuro.  

 

Na verdade, nossa relação com a maioria dos pais começa muito antes de começarem a procurar por bombas de leite materno ou mamadeiras – ela começa com os primeiros batimentos cardíacos. A partir dessa primeira experiência, durante toda a gravidez e o parto, apoiamos as mães e seus parceiros para melhorar os resultados da gravidez e da saúde do bebê. Essa é uma responsabilidade que levamos muito a sério. 

 

Assim, diante dos desafios da pandemia, nós da Philips nos reunimos para apoiar os milhões de mães, parceiros e bebês que atendemos, ajudando a aumentar o acesso ao cuidado e à informação e promover a saúde e o bem-estar desses públicos, mesmo que à distânci.

Quatro maneiras pelas quais estamos ajudando os pais a lidar com os desafios da pandemia

 

Em 2020, nossas equipes aceleraram a tecnologia projetada especificamente para apoiar as mães e obstetras durante a pandemia com a plataforma de obstetrícia para a Covid-19 da Philips, incluindo o Avalon CL Fetal Maternal Pod and Patch e monitor fetal. O Avalon CL Fetal Maternal Pod and Patch é um adesivo descartável de uso único colocado no abdômen da mãe para capturar sinais vitais do feto e da mãe sem a necessidade de reposicionamento constante. O patch permite que os médicos monitorem as gestantes em casa, limitando a interação física e potencialmente reduzindo o risco de exposição à Covid-19. Com esse novo patch, os médicos agora podem monitorar as gestantes em casa, ou à distância no hospital.

 

Também ativamos rapidamente os aplicativos Pregnancy+ e Baby+ para compartilhar informações confiáveis e relevantes para os 14 milhões de pais e futuros pais que usaram nossas plataformas este ano. Os usuários poderão acessar artigos disponíveis dentro do aplicativo, como “A Covid-19 afetará meu atendimento na maternidade?”, assim como dicas saudáveis incluindo “Como manter seu equipamento de amamentação limpo”. Além disso, fizemos parcerias com sistemas de saúde pública, como o National Health System (NHS) do Reino Unido, divulgando informações sobre serviços públicos para usuários locais do aplicativo, lembrando-os de não perder suas consultas pré-natais e de se manterem conectados com suas parteiras.

 

Em diferentes países do mundo, fizemos parcerias com parteiras locais para realizar sessões online ao vivo, respondendo perguntas sobre a Covid-19, gravidez e parentalidade para seus pacientes.

 

E, por último, consolidamos uma parceria com a farmacêutica britânica GlaxoSmithKline [GSK] para educar os pais sobre a importância da vacinação e imunização de bebês, usando artigos e vídeos nos aplicativos Pregnancy+ e Baby+. Também foi criado um centro de vacinação para ajudar os pais a acessar informações abrangentes e confiáveis sobre doenças preveníveis por vacinas.

 

Não fizemos isso sozinhos, mas sim em parceria com médicos, hospitais, especialistas e governos. Juntos, ajudamos a prestar cuidados e proporcionar conforto às mães durante esse momento particularmente difícil.

Hoje, há uma consciência maior da saúde e o desejo de assumir a responsabilidade por nosso bem-estar pessoal e o das pessoas ao nosso redor. A pandemia mostrou que há uma necessidade imensa de novos modelos que melhorem a saúde da população por meio de tecnologia acessível e de baixo custo.

Deeptha Khanna

Líder de Negócios da Personal Health

Construindo o Próximo Normal para a saúde neonatal e materna

 

Uma das lições mais profundas que aprendi com a pandemia é como nossa experiência humana é realmente compartilhada e o quanto somos interdependentes. Hoje, há uma consciência maior da saúde e o desejo de assumir a responsabilidade por nosso bem-estar pessoal e o das pessoas ao nosso redor. A pandemia mostrou que há uma necessidade imensa de novos modelos que melhorem a saúde da população por meio de tecnologia acessível e de baixo custo.

 

Diversos países já iniciaram a vacinação contra a Covid-19 com o objetivo de reduzir a transmissão do novo coronavírus, mas isso não significa que as coisas devem voltar a serem como eram. De fato, a pandemia acelerou a adoção da medicina digital. Agora, nossa responsabilidade é melhorar ainda mais esses recursos. 

 

No mundo pós-Covid, espero ver um aumento ainda maior do uso da telessaúde ao longo da jornada de gravidez. Há uma tremenda oportunidade de aumentar o contato com a obstetra/parteira – o que certamente irá melhorar os resultados da gravidez. No entanto, isso requer inovação ao longo de todo o ecossistema de saúde materna. De fato, o monitoramento remoto e as tecnologias de telessaúde já são soluções emergentes usadas por muitos hospitais e clínicas, mas precisam ser adotadas em maior escala para gerarem um impacto duradouro. Também é necessário que os convênios incluam a telessaúde nos planos de saúde e aumentem o incentivo financeiro para os médicos que oferecem essa alternativa. E, por último, precisamos educar todas as partes interessadas, dos profissionais de saúde aos pacientes, sobre as oportunidades que o atendimento virtual possibilita e como maximizar a tecnologia para liberar todo o seu potencial.

 

Embora eu saiba que a medicina digital é o futuro, também é importante ressaltar que ela não substitui cada etapa do processo de cuidados de saúde. Consultas presenciais são extremamente importantes durante a gravidez, o nascimento e além. No entanto, a telessaúde e o monitoramento remoto podem desempenhar um papel crucial (e crescente) na melhoria da experiência do paciente, ampliando o acesso ao atendimento e melhorando os resultados a longo prazo.

 

Portanto, à medida que construímos juntos o Próximo Normal, vamos aprender com nossas experiências da pandemia em nossa missão coletiva de melhorar o atendimento para todos.

Compartilhe nas redes sociais

Tópicos

Autora

Deeptha Khanna

Deeptha Khanna

Chief Business Leader Personal Health

Deeptha Khanna is Executive Vice President and Chief Business Leader Personal Health, and a member of the Royal Philips Executive Committee. The Personal Health businesses of Oral Healthcare, Mother and Child Care and Personal Care (Male Grooming and Beauty) play an important role in the health continuum delivering integrated, connected and personalized solutions that support healthier lifestyles and those living with chronic disease.

Read More

Follow me on

Mais notícias relacionadas