Centro de Notícias

Explorando o impacto da tecnologia digital na rotina dos profissionais de saúde envolvidos e otimizados digitalmente seus pacientes

Future Health Index

A população brasileira supera 209 milhões de cidadãos, com uma população idosa em rápido crescimento e uma prevalência de doenças não transmissíveis. Quase 75% de todas as mortes no Brasil em 2016 foram atribuídas a doenças não transmissíveis, como doenças cardíacas, câncer ou diabetes. Essa combinação entre envelhecimento populacional e doenças crônicas está sobrecarregando os setores de saúde pública e privada, que estão prontos para uma mudança de paradigma. As altas taxas de adesão à banda larga e as conexões móveis estão agora abrindo o caminho para melhorias no setor por meio da saúde digital e de profissionais de saúde otimizados digitalmente.

 

Papel da tecnologia digital na saúde brasileira

A assistência médica no Brasil já percorreu um longo caminho com a ajuda da tecnologia. Com soluções digitais, os profissionais de saúde podem aproveitar todo o potencial em todos os aspectos de seu trabalho. Eles podem atuar como defensores tanto de indivíduos como de colegas. Embora o Brasil pareça estar um pouco atrás da média de 15 países com profissionais de saúde que usam tecnologia, muitos deles concordam que ele tem um impacto positivo nos cuidados durante os últimos cinco anos. Eles relatam um aumento na satisfação do paciente, resultados de cuidados individuais e sua própria satisfação como prestadores de serviços de saúde.

 

A integração da saúde digital no Brasil, juntamente com profissionais de saúde mais envolvidos e aprimorados digitalmente, melhora a continuidade em quatro áreas principais. Embora ainda haja espaço para crescimento, o setor de assistência médica viu melhorias substanciais na experiência do paciente, nos resultados de saúde, na experiência da equipe e no custo do atendimento.

 

Experiência do paciente

Acesso e dados são pontos mais problemáticos no setor de saúde brasileiro.

Mais da metade dos brasileiros afirmam ter acesso quando necessário (54%) e 79% deles dizem ter sido desencorajados a procurar atendimento médico mesmo quando tinham motivo para isso. Mais de 80% da população brasileira vive em áreas urbanas, pressionando as instituições de saúde sobrecarregadas nas cidades brasileiras. A alta penetração de smartphones e o acesso à internet oferecem ampla oportunidade para integrar a assistência médica digital.

 

A maioria dos cidadãos brasileiros quer acesso digital aos seus dados de assistência médica e acha que isso os ajudaria a gerenciar melhor sua saúde, mas eles precisam de profissionais de saúde engajados para mostrar como. Dar aos indivíduos acesso aos seus registros de saúde digitais e mostrar-lhes como usar a tecnologia incentiva-os a adotar uma abordagem mais ativa para gerenciar seus atendimentos de saúde. Usar aplicativos móveis e outras tecnologias para rastrear os principais indicadores de saúde e compartilhar essas informações com profissionais de saúde envolvidos é a chave para fechar a lacuna de comunicação.

 

Resultados da saúde

Melhorar os resultados de saúde no Brasil, em última análise, está na adoção de saúde digital como um precursor para uma abordagem mais ativa. Os dados técnicos de saúde devem ser compartilhados com os profissionais de saúde e utilizados como um alerta para que os indivíduos realizem ações. Melhorar as atitudes de gestão de saúde no país significa melhorar o acesso aos dados e capacitar os indivíduos a usar esses dados. Mais de 30% dos indivíduos no Brasil dizem preferir uma consulta remota via canais digitais para atendimentos não urgentes, melhorando o acesso à manutenção preventiva. Melhorar a interoperabilidade com a tecnologia no setor de saúde brasileiro só ajudará a fortalecer o ciclo de atendimento.

 

Experiência do pessoal

O atendimento médico com melhorias digitais alivia parte da carga, ao mesmo tempo que melhora o cuidado contínuo às pessoas. Os profissionais de saúde que têm acesso a dados individuais completos podem envolver as pessoas e ajudá-las a gerir os seus atendimentos de forma mais eficaz. Mais de 80% dos profissionais de saúde brasileiros que usam registros de saúde digitais relatam uma melhor satisfação profissional e uma melhor qualidade do atendimento prestado.

 

Cuidados de saúde digitais para melhorar a saúde do setor e da população

Melhorar a experiência de saúde dos indivíduos e a saúde da população começa com a qualidade do atendimento, que tem espaço para crescimento no Brasil. A integração da saúde digital terá impacto direto sobre os resultados da saúde, melhorando a satisfação tanto dos indivíduos quanto dos profissionais de saúde. A saúde digital pode ajudar a preencher a lacuna de comunicação entre os profissionais de saúde e os indivíduos, dando-lhes acesso simultaneamente às ferramentas e aos dados necessários para melhorar os resultados de saúde.

Future Health Index

Compartilhe este artigo

Tópicos