Centro de Notícias | Brasil

Future Health Index - Líderes do setor de saúde enxergam para além da crise
set 13, 2021

O relatório Future Health Index 2021 - Um futuro resiliente.

Líderes do setor de saúde enxergam para além da crise.

Fabia Tetteroo-Bueno
Vice-presidente e diretora geral para América Latina da Philips

Tempo estimado de leitura: 7-9 minutos

Assim como em outras regiões do mundo, a pandemia da COVID-19 trouxe desafios ao sistema de saúde em toda a América Latina. Nos momentos mais críticos, os profissionais enfrentaram enorme pressão e esgotamento, bem como escassez de suprimentos.

Já os países se depararam com a falta de mão de obra e suporte médico para comunidades distantes dos centros urbanos, e os líderes do setor vivenciaram momentos estressantes para se adaptarem e atuarem durante a crise. Essa situação foi evidenciada pela falta de ferramentas de informática adequadas para gerenciar, analisar e converter a enorme quantidade de dados gerados durante a pandemia; a falta de interoperabilidade entre os sistemas e as instituições, e a escassez de soluções colaborativas e interativas para apoiar a decisão clínica e agilizar processos de diagnóstico por meio de plataformas virtuais.

Como todos os recursos foram direcionados para solucionar a situação, a capacidade dos países de lidar com a gestão de doenças e a assistência médica especializada foi severamente afetada.  Além disso, a interrupção dos serviços de saúde e triagem, a redução nas admissões, o adiamento dos sistemas de referência e dos procedimentos médicos são uma preocupação para os líderes de saúde, que estão empenhados em mitigar os piores efeitos da pandemia.

Nosso relatório Future Health Index 2021 chega em um momento crucial para entendermos como vamos trabalhar juntos para transformar a saúde em nossa região e definir as prioridades futuras. Os pontos de atenção dos líderes de saúde da América Latina hoje incluem a preparação para responder às crises e aumentar a eficiência nas organizações, substituindo outras ações que estavam realizando para se prepararem para o futuro.

O relatório deste ano analisou o Brasil e nos deu uma boa compreensão de como os líderes da área de saúde refletem sobre os aprendizados durante a pandemia, suas principais prioridades, sua abordagem para a transformação digital e como o cuidado fora do hospital e a sustentabilidade se tornam elementos-chave da resiliência futura.

Nosso relatório Future Health Index 2021 chega em um momento crucial para entendermos como vamos trabalhar juntos para transformar a saúde em nossa região e definir as prioridades futuras”

Apesar dos desafios enfrentados no ano passado, esses líderes estão otimistas em relação ao futuro. No Brasil, 73% se sentem confiantes na capacidade de seu hospital ou unidade de saúde em oferecer saúde de qualidade daqui a três anos e 86% acreditam no bom desempenho do sistema de saúde de proporcionar o mesmo tipo de atendimento. Com relação ao futuro, os investimentos em tecnologia são a principal prioridade para os líderes de saúde.

 

Durante a pandemia, o uso da telemedicina foi autorizado no Brasil para que médicos a utilizasse por meio de tecnologias virtuais, com grande expectativa de se tornar uma prática permanente. No país, 61% dos líderes de saúde apontam a telemedicina como um dos principais investimentos em tecnologias digitais em seus hospitais ou instalações de saúde. Um marco importante para expandir o acesso ao atendimento, melhorar a satisfação do paciente e aumentar a eficiência da prática. Além disso, a lei de proteção de dados brasileira tem sido fundamental para promover a regulamentação por trás da transformação no setor de saúde. Essas mudanças estão estabelecendo as bases para um futuro mais dinâmico no segmento por meio da transformação digital.

 

A inteligência artificial também foi um tópico importante abordado na pesquisa, demonstrando que os líderes estão buscando ansiosamente as melhores soluções nessa área. No Brasil, 60% dos entrevistados dizem que a IA é uma das tecnologias digitais de saúde que eles mais gostariam que seu hospital ou unidade de saúde investisse em três anos a partir de agora.

Digital transformation

Também fico feliz em ver que cerca de um terço dos líderes de saúde no Brasil acreditam que seu hospital ou unidade de saúde precisará investir em parcerias estratégicas em três anos para se prepararem para o futuro — uma proporção maior do que os entrevistados na maioria dos outros países pesquisados. Nosso pensamento visionário parte do princípio de que a inovação acontece por meio de colaboração significativa e da comunidade. Principalmente na área de tecnologia em saúde, que evolui com excepcional velocidade, parcerias colaborativas e estratégicas, trazendo sinergia e ganhos de produtividade, além de compartilhamento de conhecimento e experiência; garantindo que permaneçamos na vanguarda da inovação.

 

Em todos os mercados, os líderes acreditam que a sustentabilidade terá maior espaço nos planos futuros, Ao definirem os seus principais objetivos a longo prazo, os líderes de saúde do Brasil estão antecipando mudanças marcantes em relação à sustentabilidade ambiental em seus hospitais ou instalações de saúde. Existem ótimas oportunidades, como implementar soluções de ecodesign e consumo responsável de energia, bem como soluções digitais: monitoramento remoto, software baseado em nuvem e ferramentas digitais inteligentes, que aumentam a eficiência geral da administração de um hospital.

 

O relatório Future Health Index 2021 oferece dados relevantes que mostram uma visão de saúde sustentável e centrada no paciente, possibilitada pela tecnologia inteligente descrita por nossos líderes de saúde - a maioria na linha de frente desses tempos desafiadores. Vejo um valor significativo em modelos mais integrados, liberando o poder dos dados e da inteligência artificial no ponto de atendimento e, ao mesmo tempo, otimizando a prestação de atendimento em todo o continuum de saúde em nossa região para melhorar o acesso à saúde. Embora essa jornada possa parecer desafiadora às vezes, acredito haver um grande otimismo e disposição para trabalharmos juntos em direção a um futuro resiliente para o nosso setor.

Compartilhe nas redes sociais

Temas

Autor

fabia-tetteroo-bueno.jpg
Fabia Tetteroo-Bueno, vice-presidente da Philips América Latina.

Mais notícias relacionadas

Para visualizar melhor o nosso site, utilize a versão mais recente do Microsoft Edge, do Google Chrome ou do Firefox.