Consumidor
Produtos

O processo de    

Fazer o café

Tipos de grãos

 

Assim como o vinho, escolher o grão certo depende de seu paladar. Isso porque os grãos de café tem diferentes características de sabor, dependendo de qual parte do mundo ele foi cultivado.


Altitude, temperatura e solo, até mesmo a colheita, também fazem parte. A torra dos grãos de café produz ainda mais nuances de sabor e gosto.


Quando o assunto é o café na sua xícara, só há dois tipos de grãos de café que são os mais importantes: Arabica e Robusta.

Arábica

 

O champanhe do café, os grãos Arabica tem uma riqueza aromática maravilhosa, produzindo um gosto suave e profundo ao mesmo tempo.

Robusta

 

A Rainha da cafeína do café, os grãos Robusta contêm aproximadamente o dobro do estimulante dos grãos Arabica. Isso permite que o café seja forte, com um sabor levemente amargo.

Kopi Luwak

 

Para uma experiência gourmet incomum, experimente os grãos altamente apreciados extraídos do esterco dos gatos selvagens indonésios. Esta criatura parecida com o mangusto deixa suas fezes nas cerejas do café antes de cavar seu buraco. O processo digestivo pelo qual as cerejas concede aos grãos um sabor distinto.

Aroma dos grãos

Existe um motivo pelo qual amamos o cheiro de grãos de café moídos na hora. É porque cada grão contém aproximadamente 800 diferentes aromas voláteis e sabores. Pense: temperos, ervas, nozes, legumes, verduras, flores e frutas.


A arte de fazer café está na extração do tesouro dentro de cada grão. Ao moer os grãos, a água pode tirar mais desses solúveis. Eles são responsáveis pelo sabor e o aroma do que vai para a xícara.

Regra dos 15 minutos

 

Após 15 minutos, o pó de café perde cerca de 60% do seu aroma.

Por isso, recomendamos que você:
• Armazenar seus grãos de café longe do contato com ar, luz e umidade
• Consumir os grãos de 6-8 semanas depois da torra
• Sempre moer o café diretamente antes do preparo