Philips participa de Encontro dos Municípios com Desenvolvimento Sustentável e mostra os benefícios da iluminação LED

Maio 2, 2013

Brasília, Brasil – A Philips, empresa líder global em saúde e bem-estar, discute, durante o II Encontro dos Municípios com Desenvolvimento Sustentável (EMDS) - evento que reúne prefeitos e representantes de todos os municípios do Brasil -  os benefícios sociais, ambientais e econômicos da iluminação LED para as cidades. O encontro será realizado de 23 a 25 de abril, no Centro de Convenções Brasil 21, em Brasília.

 

A iluminação é responsável hoje por 19% do consumo mundial de eletricidade e cerca de 6% das emissões globais de gases de efeito estufa. Aliado a isso, o mundo passa por um processo de rápida urbanização - 50% da população mundial vive em cidades, número que chegará a 70% até 2050, cerca de três bilhões de habitantes a mais nos centros urbanos até 2050 -, que impactará ainda mais o consumo de energia. A Philips estima que até 2020 o consumo no Brasil, que já tem 40% da iluminação pública ineficiente, deva dobrar. A iluminação de um terço das ruas do mundo todo ainda depende de tecnologias empregadas nos anos 1960.

 

A partir de 2014, a administração da iluminação pública passa a ser dos municípios e a Philips tem toda a base tecnológica para impulsionar uma mudança de patamar de iluminação, podendo gerar receitas adicionais ao município por meio de redução de linhas de custeio operacional.

 

"A troca para as mais inovadoras soluções em eficiência energética de iluminação LED proporciona economia significativa de energia e uma redução nas emissões de CO2, bem como a transformação de ambientes urbanos aumentando a sensação de segurança da população. Acreditamos que, liderando essa transição no mercado de iluminação com soluções de LED criaremos cidades habitáveis para o benefício dos moradores e visitantes," comenta Flávio Guimarães, diretor de Vendas da área de iluminação da Philips.

 

Segundo estudos do The UNEP en.lighten, no Brasil, se toda a iluminação do país fosse substituída por soluções LED, seria possível alcançar uma economia com custo de energia de USD$ 3,2 bilhões, 5,6% do total do consumo nacional de energia ou 34,7% do consumo de eletricidade com iluminação. Ainda teríamos o benefício climático de reduzir 1,7 milhão de toneladas na emissão anual de CO2.

 

Benefícios para as cidades
O uso de LED pode gerar economias de energia de até 85% para as prefeituras, além de diminuir os custos de manutenção, pois cada lâmpada dura, em média, 25 anos. As lâmpadas LED ajudam também a reduzir a chance de haver racionamento, já que esta tecnologia de iluminação é de alta eficiência energética. A tecnologia traz ainda benefícios sociais por tornarem as cidades mais seguras.

 

O LED associado a controles de iluminação ajudam as prefeituras a gerenciar o consumo de energia e ainda oferecer segurança. Produtos dimerizáveis e controles podem ajudar as prefeituras a terem melhor resultado com a nova iluminação, como o CityTouch da Philips, que permite a centralização do comando da iluminação, melhorando sua eficiência energética e manutenção. Ele torna a iluminação pública "inteligente", responde a comandos à distância e emite relatórios e alarmes, conforme situações que ocorram no local. O acendimento das lâmpadas pode ser controlado por meio de um computador conectado à internet. No Brasil, um projeto instalado em São Paulo já utiliza esta tecnologia.

 

Os relatórios de tempo de utilização das lâmpadas ajudam no monitoramento da vida útil, contribuindo para a programação de compras de lâmpadas e de reatores para reposição. O telegerenciamento da rede de iluminação pública também permite que o órgão responsável tenha acesso ao status de cada lâmpada, com informações de tempo de acendimento, análises de tensão, intensidade de luz, controle de acionamento e desligamento por tempo, entre outras facilidades que podem ser programadas no sistema.

Informações para imprensa

In Press - Relações com a imprensa
Fernanda Daprá / (11) 3330-3809 / fernanda.dapra@inpresspni.com.br
Daniel Cesaroni / (11) 3330-3837 / daniel.cesaroni@inpresspni.com.br 
Camila Francis / (11) 3323-1533 / camila.francis@inpresspni.com.br

 

Philips - Relações com a Imprensa
Renata Marucci / (11) 96475-5004 / renata.marucci.santos@philips.com
Jessica Zavecz / (11) 95355-0249 / jessica.zavecz@philips.com

.

Sobre a Philips

A Philips do Brasil é uma subsidiária da Royal Philips Electronics da Holanda e atua no País há 88 anos. Líder dos mercados locais de eletroeletrônicos, eletrodomésticos portáteis, produtos para cuidados pessoais, lâmpadas, aparelhos de raios-X e sistemas de monitoramento de pacientes. Outras informações para a imprensa estão disponíveis no site da Philips do Brasil: www.philips.com.br.
.

Sobre a Royal Philips Electronics

A Royal Philips Electronics (NYSE: PHG, AEX: PHI) é uma empresa diversificada de saúde e bem-estar, com foco em melhorar a vida das pessoas por meio de inovações oportunas nas áreas de Healthcare, Consumer Lifestyle e Lighting.  Com sede na Holanda, a Philips computou em 2012 um volume de venda de 24.8 bilhões de euros e emprega aproximadamente 118.000 mil funcionários, com vendas e serviços em mais de 100 países. A empresa é líder em soluções para cuidados cardíacos, cuidados com a saúde em casa, soluções eficientes em iluminação e novas aplicações de iluminação, bem como em produtos de consumo e estilo de vida para o bem-estar pessoal, com forte posicionamento em barbeadores elétricos, entretenimento portátil e saúde bucal. Mais informações sobre a Philips podem ser encontradas no site www.philips.com/newscenter.

.